sexta-feira, 22 de agosto de 2008

Na mesa

Espero. tomarei outra xícara de café. ainda, Espero.
_
_
uma imagem de Ana Franco

3 comentários:

ivone disse...

é assim que me imagino quando te encontrar. à espera num canto sentada à mesa de um café qualquer sem hora marcada para chegar. a chávena de café já vazia e eu despida de tanto cansaço. a olhar descaradamente um relógio de corda pendurado na parede mesmo à minha frente e que tento adiantar para te ouvir chegar.


vai ser assim ao final da tarde numa tarde de verão atrasado no final do dia que tarda. para que possamos juntos respirar finalmente o crepúsculo tão esperado. vou aguardar por ti na espectativa da tal fantástica vinda que me moi o juízo há tanto tempo sem parar. e se não vieres vou voltar lá. vou ir para esperar até cair de cansaço até não me restar qualquer sombra de força que me faça levantar e voltar.



é assim sempre o gesto igual quando te imagino que me vais chegar

Presença disse...

Chá por favor...

bjo

Dois Rios disse...

Por um amor?

Toda a vida, se preciso for.

Beijo,

Inês