segunda-feira, 25 de agosto de 2008

Sal II


Salina de Uyuni, o lugar onde não é possível saber, ao certo, onde começa a terra, onde termina o horizonte.
Lugar de segredos guardados
De pensamentos violados
sal-espelho d'água
reflexos das sombras de minh'alma.

4 comentários:

Ivy disse...

Lindíssima imagem!

Basta subir num desses montinhos de sal e tocar nas nuvens.

Beijo,
Inês

Dois Rios disse...

Oops! a Ivy sou eu.

Bj.

Pan disse...

Na terra onde eu era criança havia salinas. Havia...

Corvo Negro disse...

Intrigante.









Beleza implicativa.