quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Étnica, Ética


Tribo Indígena Raposa Serra do Sol
Góias -Br
Brasília - O ministro da Justiça, Tarso Genro, afirmou hoje (28) que o julgamento sobre a demarcação da Terra Indígena Raposa Serra do Sol em análise no Supremo Tribunal Federal (STF) não se trata de “uma vitória de índio contra branco e nem de uma vitória de índio contra arrozeiro”. Segundo Tarso, o que está em discussão é a concepção de território e de pluralidade étnica e social do país, declarada pela Constituição Federal. Para o ministro, o debate demonstra que o “Estado de Direito” está se firmando na região. “Não adianta estourar pontes, não adianta ações violentas contra o Estado, não adianta fazer mobilizações que levam para a violência e uma alteração de conduta dos agentes policiais que estão lá.”
_
_
uma imagem de Folhaes
_
A matéria completa pode ser encontrada aqui:

Sem comentários: