terça-feira, 21 de julho de 2009

XXV - A Viagem desta Noite - The Place

PLACE

Não há pensamentos desmentidos
Não há palavras que possamos confiar
Não há propósitos que não se sustentem
Não há contradições que não escapem
Não há riscos insensatos
Não há lugar algum
Onde possa eu me esconder
Ou esconder o meu amor
Não satisfaço aqueles que desejam a derrota
Não alimento o cão da crueldade dentro de mim
Ele morrerá de fome
Minha jornada é única
É sabor do meu tempo agitado
É face do meu desejo libertário
É a construção do meu Ser.
É lugar de mim.
_
_

uma imagem de Clouds Andrew

Sem comentários: